Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Terminal Intermodal de Pirapora, no Norte de Minas



A maior eficiência é resultado de uma “pêra” ferroviária – trecho de linha com formato semelhante ao da fruta, também conhecido como reverse loop – que praticamente elimina a necessidade de manobras para embarque de carga no pátio. A nova estrutura deve ficar pronta em maio.

O Terminal Intermodal de Pirapora, construído pela Vale/FCA, começou a operar em 2009, depois da reativação do ramal ferroviário que liga Pirapora a Corinto. A estrutura faz parte do programa Pró-Noroeste, desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), Federação da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Faemg) e Banco do Brasil com o objetivo de ampliar o escoamento da produção de grãos do Noroeste do Estado.

A nova linha (pera ferroviária) terá 3,4 km de extensão. Os investimentos da FCA serão da ordem de R$ 9 milhões. A estrutura vai permitir a redução do tempo de permanência dos vagões vazios no pátio de mais de 30 horas para menos de 6 horas.

Além do terminal da FCA, o Governo de Minas está pavimentando várias rodovias da região para facilitar o acesso entre os municípios produtores do Noroeste do Estado e o terminal da região Norte, o que possibilitará a utilização desse meio para o escoamento de um leque maior de produtos agrícolas, principalmente soja.

Em 2010, por intermédio do corredor logístico, Minas Gerais embarcou 521 mil toneladas de soja e 122 mil toneladas de milho para o mercado externo. Neste ano, a partir do Terminal de Pirapora devem ser escoadas mais de 650 mil toneladas de grãos, com destino ao Porto de Tubarão, em Vitória (ES).

Fomento
No ano passado, a Vale, a Ferrovia Centro Atlântica, o Governo de Minas, a Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg) e o Banco do Brasil lançaram o Programa Pró-Noroeste, voltado ao fomento da agricultura na região. O Noroeste ocupa posição de destaque na produção de milho e soja no Estado. Segundo a Seapa, no caso do milho, a produção da região será de 741,3 mil toneladas, volume equivalente a 12% da produção mineira do grão. Já a soja deve alcançar, no Noroeste, uma safra de 926,8 mil toneladas, cerca de 32% da produção estadual.

No entanto, as lavouras de grãos do Noroeste ocupam apenas 15% da área total da região. Estudos indicam que ainda há cerca de 2,5 milhões de hectares disponíveis para plantio. Para a Seapa o cenário mundial, marcado pela redução dos estoques de grãos, é favorável ao aumento da produção de milho para a alimentação animal e ainda para disputar os mercados antes atendidos pelos Estados Unidos, que atualmente dão prioridade à utilização da matéria-prima na fabricação de etanol.

O que é uma Pera Ferroviária (reverse loop)
Funciona como um retorno rodoviário. O trem entra de frente no trecho. Depois de percorrê-lo, já se encontra pronto para seguir viagem no sentido contrário. Com isso, são desnecessárias as manobras de locomotivas e vagões, dando celeridade à movimentação das composições.



Fonte: Portos e Navios 31/03/2011
Animatto Webcom