Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Importação de malhas da China sobretaxada



As importações brasileiras de malhas de viscose, com ou sem elastano, da China ficarão mais caras, segundo decisão tomada ontem pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex), presidido pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Será aplicada uma sobretaxa de U$ 4,10 por quilo por um período de até cinco anos. Investigações feitas pelo Departamento de Defesa Comercial (Decom) do ministério concluíram que as importações de malha de viscose da China causaram dano à indústria brasileira em função da prática de dumping, ou seja, os produtos entraram no Brasil com preços abaixo dos praticados no mercado do país exportador.

O pedido de investigação para aplicação de antidumping foi feito pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), um dos setores que mais se queixa da concorrência desleal dos produtos importados, sobretudo da China. O processo, concluído ontem, foi aberto pelo Decom em novembro de 2009. As malhas de viscose são utilizadas na fabricação de roupas, principalmente para o público feminino, como blusas, saias, vestidos e acessórios. O Imposto de Importação do produto é de 26%, segundo o Ministério do Desenvolvimento. As importações dos tipos de viscose sobretaxados somaram perto de US$ 21 milhões em 2010.

O Gecex também decidiu aplicar o direito antidumping provisório, por um prazo de até seis meses, às importações brasileiras de n-butanol dos Estados Unidos. O produto é um solvente orgânico usado na produção de plastificantes, na indústria de tintas e vernizes, perfumes e intermediários para detergentes e antibióticos.


Fonte: Diário do Comércio 06/04/2011
Animatto Webcom