Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Portos-secos: importações crescem em MG



As importações por meio dos portos-secos de Minas Gerais voltaram a crescer em março. No período, os desembaraços nas zonas aduaneiras alcançaram US$ 460,946 milhões, 29,7% a mais do que os US$ 355,160 milhões registrados em fevereiro. Por outro lado, os desembarques do primeiro trimestre nas aduanas do Estado (US$ 1,189 bilhão) ainda estão 7,7% abaixo dos do mesmo período de 2010 (US$ 1,288 bilhão).

O presidente do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de Minas Gerais (Sdamg), Frederico Pace Drumond, analisou os dados divulgados ontem pela Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil (RFB).

"A tendência para os próximos três meses continua de alta, principalmente em função da importação dos equipamentos que atenderão aos investimentos da Gerdau Açominas na usina de Ouro Branco", disse.

No primeiro trimestre, o Aeroporto Internacional Presidente Tancredo Neves (AITN), em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), continuou concentrando o maior volume de importações entre as aduanas mineiras, com participação de 38,7% do total. No período, as operações na zona de desembaraço somaram US$ 460,829 milhões, 31,8% a menos do que os US$ 675,836 milhões registrados em idêntico intervalo de 2010.

O porto-seco Granbel, em Betim (RMBH), foi responsável por 34% dos desembaraços dos três primeiros meses de 2011. No trimestre, as importações por meio da aduana controlada pela Usifast somaram US$ 404,517 milhões ante US$ 270,674 milhões em igual período de 2010, alta de 49,4%.


Varginha - A aduana de Varginha, no Sul de Minas, com importações da ordem de US$ 133,094 milhões nos três primeiros meses deste ano, respondeu por 11,1% dos desembaraços do Estado no intervalo. Na comparação com os desembarques de igual período de 2010 (US$ 119,027 milhões) foi registrada elevação de 11,8%.

A RFB, em resposta a um pleito do Sdamg e do Centro do Comércio de Café de Minas Gerais (CCMG), estendeu o horário de atendimento do Porto-Seco de Varginha até as 20 horas para atender não só os produtores do grão do Sul de Minas, mas também toda a demanda de desembaraços.

"Defendemos a ampliação do horário em todas as aduanas do Estado", reforçou o Drumond.

De acordo com os dados da RFB, o porto-seco de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, movimentou US$ 83,065 milhões em mercadorias desembaraçadas durante o primeiro trimestre, montante que representa 6,9% do total. No confronto com os US$ 62,734 milhões desembarcados em igual período de 2010, houve evolução de 32,4%.

Entre janeiro e março, as importações do porto-seco de Uberaba, também no Triângulo Mineiro, somaram US$ 75,841 milhões, 7,7% a mais do que os US$ 70,388 milhões movimentados nos mesmos meses de 2010. Os desembarques da aduana representaram 6,3% do total de Minas Gerais.

As exportações por meio das aduanas estaduais continuam crescendo apesar do dólar se manter em desvalorização frente ao real. Entre janeiro e março, as remessas somaram US$ 229,927 milhões sobre US$ 137,803 milhões em idêntico intervalo do exercício anterior, elevação de 66,8%.

O terminal de Confins, com vendas externas de US$ 64,169 milhões nos três primeiros meses do ano respondeu por 27,9% do total. Em seguida, os embarques por meio da aduana de Varginha (Sul de Minas) somaram US$ 9,129 milhões, o que representa praticamente 4% do montante global.



Fonte: Diário do Comércio 12/04/2011
Animatto Webcom