Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Cresce a exportação mineira de milho



As vendas externas de milho proveniente de Minas Gerais no primeiro trimestre superaram, pela primeira vez, os embarques da soja para o mercado internacional. As exportações de milho para o exterior alcançaram US$ 40,8 milhões, com expansão de 1.104% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), a receita com as vendas externas de soja em grão foi de US$ 23,8 milhões, com crescimento de 47,2% em comparação com o ano passado.

Conforme avaliação do superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Ricardo Albanez, o aumento da demanda de milho se deve ao aquecimento do mercado mundial e à disponibilidade de estoque para atender a procura internacional. "O país iniciou a safra 2010/11 de milho com estoque de passagem de aproximadamente 11 milhões de toneladas, enquanto que o volume armazenado de soja em grão era de 2,5 milhões de toneladas", explica.

Segundo Albanez, o acompanhamento dos estoques mundiais aponta para uma redução ao longo dos anos. "Em 2001, o volume estocado de milho era suficiente para atender a demanda pelo período de 105 dias. Atualmente, o estoque garante o consumo por apenas 53 dias", calcula.

Ao mesmo tempo em que os estoques do milho vêm sendo reduzidos, aumenta a demanda pelo grão. Segundo a FAO (órgão das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), o volume de alimentos precisa dobrar em relação ao que é produzido hoje para atender à população mundial em 2050.

Na análise do superintendente da Seapa, a migração para os grandes centros urbanos, e o crescimento da economia dos países emergentes são fatores que contribuem para o aumento dessa demanda. "Quem antes cuidava do plantio passa a ser consumidor. Com o aumento do poder aquisitivo dos países emergentes cresce a procura por proteína (carnes, ovos, leite) proveniente de animais que dependem de ração para serem alimentados", explica.

Para Albanez, na medida em que a cadeia produtiva investir em tecnologia da produção, logística e aprimorar os instrumentos de comercialização, criam-se condições para atender as demandas crescentes (interna e externa), além de estabelecer parcerias comerciais duradouras.

Destinos - No primeiro semestre, Minas Gerais exportou a produção de milho para 13 países. Os principais importadores foram o Vietnã (38,1%), Espanha (25,8%) e Venezuela (11,7%), Paraguai (6,6%) e Portugal (6,4%). O Estado é o terceiro produtor de milho do país, com volume aproximado de 6 milhões de toneladas, que correspondem a 11% da safra nacional.

De acordo com o superintendente, a utilização do Terminal Intermodal de Pirapora, na região Norte, é outro fator que tem favorecido as exportações mineiras de milho. No ano passado, Minas Gerais exportou 122 mil toneladas pelo terminal ferroviário. O volume corresponde a cerca de 25% de todo o milho exportado pelo Estado naquele período.

O terminal de Pirapora foi inaugurado em 2009 pela Vale/Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e faz parte do programa Pró-Noroeste, desenvolvido em parceria com o governo de Minas, Federação da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Faemg) e Banco do Brasil.



Fonte: Diário do Comércio 03/05/2011
Animatto Webcom