Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Minas planeja a diversificação das exportações



Para fortalecer o comércio exterior do Estado, o governo de Minas vai trabalhar, estrategicamente, em três frentes: diversificar a pauta de embarques, incrementar o valor das exportações de serviços e aumentar o número de micro e pequenas empresas (MPEs) exportadoras. O planejamento foi traçado com base nos números de 2010 e as metas são para 2030.

Basicamente, o plano da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), elaborado em parceria com a Central Exportaminas, é triplicar o valor das exportações de serviços, passando de uma receita atual da ordem de US$ 490 milhões para US$ 2 bilhões em 2030.

O diretor da Central Exportaminas, Jorge Duarte, detalha que, entre os serviços prestados por empresas mineiras no exterior, estão a implantação de softwares, consultorias em diferentes áreas e gestão empresarial. "A exportação de serviços vem crescendo significativamente", destaca.


Da mesma forma, o planejamento prevê um salto de 235%, mais que o triplo, no número de MPEs que compõem o quadro estadual de exportadores, o que significa sair de 775 negócios no ano passado e chegar a 2.600 microempreendimentos com atuação no comércio exterior ao final do período.

No âmbito da ampliação da variedade de produtos mineiros exportados, que esbarra hoje na concentração da pauta nas commodities minerais e agrícolas, especificamente minério de ferro e café, que juntos representam quase 60% do giro financeiro dos embarques estaduais, a meta é crescer dos atuais 2.874 itens para 5.700 mercadorias em 2030, praticamente o dobro.

E, para se ter uma ideia da importância das MPEs na diversificação da pauta, hoje, dos 1.600 exportadores mineiros, 1.137 ou 71% são micro e pequenos empreendimentos. As empresas de médio porte têm fatia de 17% e gigantes como a Vale S/A, Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) e Fiat Automóveis S/A, apesar de terem peso fundamental no valor das exportações, respondem por só 12% da quantidade das exportadoras, conforme dados da Exportaminas.


Canal - Uma das ferramentas que o Executivo vai usar para cumprir os objetivos é o portal www.exportaminas.net, lançado ontem. "O objetivo é promover, com credibilidade e respaldo do Estado, os produtos e serviços que Minas oferece no exterior", ressalta o diretor da Exportaminas.

Para a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, o uso do portal fará parte de "um processo de aprendizagem natural" para a empresa interessada em realizar operações no exterior. "Será um ferramenta extremamente útil", afirma.

Por meio do portal, a empresa mineira cadastrada ganhará visibilidade ante o importador e o exportador estrangeiro, bem com terá acesso às ofertas de importação e demandas externas. "O portal funciona como uma ferramenta para dar respostas de qualidade ao investidor estrangeiro interessado em importar produtos e serviços mineiros, bem como para os fornecedores externos", explica Duarte.

O portal, onde todos os 1.600 exportadores mineiros já têm cadastro básico, conforme as informações do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), é inédito no país e seguiu padrões de sites desenvolvidos no exterior, especialmente na Ásia.



Fonte: LEONARDO FRANCIA - Diário do Comércio
Animatto Webcom