Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Receita de Minas cai com queda de preços





Crise internacional impactou a cotação e a demanda por minério de ferro no mercado externo.


LUCIANE LISBOA.

A queda nos preços do minério de ferro no mercado internacional tem impactado a receita de exportação da commodity no Estado nos últimos meses. Em dezembro, a movimentação financeira com os embarques caiu 6,04% na comparação com o mês anterior, conforme informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Em novembro, a queda havia sido de 8,06%.

No mês passado, os embarques de minério movimentaram US$ 1,616 bilhão, contra US$ 1,720 bilhão no período imediatamente anterior. Mas, diferente do preço, o volume do insumo siderúrgico exportado cresceu 4,38% na mesma base de comparação, passando de 15,948 milhões de toneladas para 16,648 milhões de toneladas.

Os preços internacionais do minério vêm caindo desde o início do segundo semestre de 2011. Segundo levantamento da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), no ano passado, o insumo foi exportado na média de US$ 126 a tonelada. Mas no final do ano, o produto já estava 14,28% mais barato, sendo negociado a US$ 108 a tonelada. E expectativa da entidade para este primeiro semestre de 2012 é de uma redução ainda maior.

Esse cenário se deu em virtude da redução na demanda provocada pela desconfiança quanto ao cenário econômico internacional, com as crises na Europa e nos Estados Unidos.

Por outro lado, mesmo com a queda verificada nos últimos meses, as exportações de minério de ferro cresceram 44,89% no ano passado em relação a 2010. Entre janeiro e dezembro, a receita com as vendas externas somou US$ 18,822 bilhões, ante US$ 12,991 bilhões no exercício anterior. O insumo é o principal item da pauta mineira, respondendo por 45,4% do total.

No período foram embarcadas 165,759 milhões de toneladas no acumulado até dezembro. O resultado representa incremento de 4,44% na comparação com o ano passado, quando totalizou 158,708 milhões de toneladas.


Café
- O segundo produto mais exportado por Minas Gerais é o café, que respondeu por 13,9% da receita com as vendas externas. No ano passado, os embarques da commodity agrícola somaram US$ 5,791 bilhões entre janeiro e dezembro, ante US$ 4,087 bilhões em 2010, o que representa incremento de 41,6% no período.

No mercado externo, foram comercializadas 1,209 milhão de toneladas de café produzido em Minas Gerais nos 12 meses do ano. O volume é 12,13% inferior ao verificado no mesmo intervalo do exercício passado, quando alcançou 1,376 milhão de toneladas.

Conforme informações do Mdic, em terceiro lugar na pauta mineira de exportações, o ferro-nióbio foi responsável por US$ 1,686 bilhão entre janeiro e dezembro. Em 2010, os embarques do produto somaram US$ 1,404 bilhão. O resultado representa incremento de 20% na base de comparação. Em volume, as exportações atingiram 64,252 mil toneladas, contra 60,735 mil toneladas no acumulado do ano passado, um crescimento de 5,79% no período, conforme informações do Mdic.




 



Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO. LUCIANE LISBOA.
Animatto Webcom