Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Importação cresceu 168% em 5 anos



REPORTAGEM LOCAL.

O real valorizado continua fazendo vítimas no setor eletroeletrônico, é o que o mostra a balança comercial de aparelhos celulares. Em 2007, as exportações destes produtos atingiram US$ 2 bilhões e as importações somaram US$ 375 milhões, gerando um superávit de US$ 1,7 bilhão. Já em 2011, as exportações caíram 73%, atingindo US$ 558 milhões, enquanto as importações cresceram 168%, chegando aos US$ 987 milhões.

Com este desempenho das vendas externas, os telefones celulares deixaram a liderança das exportações de produtos eletroeletrônicos, ocupada por vários anos, para ficar na 5ª posição. Ao mesmo tempo, os celulares foram o 7º produto mais importado.

Preocupada com o aumento das importações, principalmente, vindas da China, a Abinee solicitou recentemente ao governo que analise os custos dos celulares importados da China (por cerca de US$ 12) comparativamente aos custos dos produtos fabricados no Brasil (cerca de US$ 38).

Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, esse baixo custo é, provavelmente, sustentado pelos subsídios que o governo chinês concede às suas empresas exportadoras, gerando uma concorrência desleal com os produtos fabricados no Brasil. "Precisamos encontrar ferramentas que garantam a isonomia competitiva dos produtos, reduzindo, inclusive, os altos custos de produção local", diz Barbato.




Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO. REPORTAGEM LOCAL.
Animatto Webcom