Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Balança tem déficit de US$ 579 mi na 3ª semana



 














ÉRIC GONÇALVES
No ano, a balança acumula déficit de US$ 1,273 bi
No ano, a balança acumula déficit de US$ 1,273 bi


Brasília - A balança comercial brasileira registrou o terceiro déficit seguido do ano. Na terceira semana do mês, o saldo ficou negativo em US$ 579 milhões. O número é resultado de US$ 3,206 bilhões em exportações e de US$ 3,785 bilhões em importações. A média diária das vendas externas foi de US$ 641,2 milhões na semana em questão. Nas importações, a média diária ficou em US$ 757 milhões.

Os números foram divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) e consideram o período de 16 a 22 de janeiro. No ano, a balança comercial acumula saldo negativo de US$ 1,273 bilhão. Os embarques somaram US$ 10,540 bilhões desde o início do ano, enquanto os desembarques totalizaram US$ 11,813 bilhões no intervalo.

Na primeira semana de janeiro, houve um déficit de US$ 105 milhões. As exportações somaram US$ 3,539 bilhões no período, enquanto as importações ficaram em US$ 3,644 bilhões. Na segunda, houve um déficit de US$ 589 milhões, resultado das exportações em US$ 3,795 bilhões e importações em US$ 4,384 bilhões.

Apenas a média diária das exportações de itens semimanufaturados registrou crescimento na terceira semana de janeiro em relação à anterior. De acordo com o Mdic, a média diária das vendas desse tipo de produto subiu 5,2% de uma semana para outra, passando de US$ 104,4 milhões para US$ 109,8 milhões Os destaques desse segmento foram ferro e aço, celulose, alumínio bruto, couros e peles e ferro fundido.

Já as exportações de produtos básicos mostraram um recuo de 21,1%, de US$ 309,8 milhões para US$ 244,5 milhões. Os itens que mais influenciaram esse resultado foram minério de ferro, petróleo em bruto, carne de frango, soja em grão e farelo de soja.

O mesmo movimento de queda diária das vendas mostrou o segmento de manufaturados. De acordo com o ministério, a redução foi de 7,8% de uma semana para a outra, passando de US$ 296,1 milhões para US$ 272,9 milhões. Os produtos apontados pelo Mdic como os principais a contribuir com a queda foram automóveis de passageiros, óleos combustíveis, polímeros plásticos, máquinas e aparelhos para terraplanagem, óxidos e hidróxidos de alumínio e energia elétrica.

Com esses resultados, a média diária das exportações na terceira semana de janeiro chegou a US$ 641,2 milhões. Conforme o ministério, isso representa um saldo 12,6% menor do que o da média de US$ 733,4 milhões acumuladas até a segunda semana do mês. No mês, a média diária está em US$ 702,7 milhões.

A pasta destacou também uma redução de 5,7% na média diária das importações da terceira semana de janeiro na comparação com a segunda. A queda é explicada, principalmente, pelo declínio nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos elétricos e eletrônicos, automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos e adubos e fertilizantes. (AE)



Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO. (AE)
Animatto Webcom