Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Governo já enfrenta reações contra as concessões




Brasília e São Paulo - O governo começa a enfrentar resistências dos trabalhadores contra a realização do leilão de concessão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília. Na última quinta-feira, os trabalhadores do setor entraram com uma ação popular na 8ª Vara da Justiça Federal, em Campinas, pedindo a suspensão do leilão, que está previsto para o dia 6 de fevereiro.

O Tribunal de Justiça Federal, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que ainda não houve decisão sobre o assunto, o que será feito após análise da manifestação da Advocacia Geral da União (AGU), protocolada ontem. Na defesa, a AGU demonstra que a concessão não põe em risco o patrimônio público, como alega a ação popular.

Segundo o advogado José Antônio Cremasco, que assina a ação popular, não faz sentido a União conceder os três aeroportos, que são lucrativos, para a iniciativa privada e deixar com a Infraero os deficitários. Além disso, o advogado critica a liberação de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de até 80% do investimento total para a vencedora do leilão, assim como a obrigatoriedade de um operador estrangeiro. "Não faz sentido conceder à iniciativa privada os aeroportos mais produtivos e ainda liberar dinheiro do BNDES para estrangeiro", afirmou Cremasco.

A base de Guarulhos do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) decide até sexta-feira se também entrará na Justiça pedindo a suspensão do leilão do aeroporto internacional de Guarulhos. O presidente da entidade na região , Francisco Lemos, participa agora de uma reunião em Brasília, com a Infraero.




Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO. (AE)
Animatto Webcom