Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Catupiry vai ampliar volume de exportação




 














ELIAS DE SOUZA
A Catupiry quer mais espaço fora do país
A Catupiry quer mais espaço fora do país

Com 100 anos de tradição na produção de requeijão, a marca Catupiry, da Laticínios Catupiry Ltda, que tem uma das quatro fábricas instalada em Santa Vitória, no Triângulo Mineiro, está em busca de novos mercados. Em 2011, apenas 1% do faturamento de R$ 200 milhões resultou das exportações para países como Estados Unidos e Japão. A meta agora é internacionalizar os negócios. Intensificar a presença em feiras é uma das estratégias.

O famoso queijo Catupiry ganhou força no mercado nos anos 1970, quando passou a ser largamente empregado nas pizzarias de São Paulo. Atualmente, os principais clientes da marca são empresas de fast food - 6 mil pizzarias - e restaurantes, lanchonetes e supermercados - que somam quase 2 mil razões sociais.

E foi a procura por este público em outros países que levou a empresa a montar um estande na Expo Pizza, que aconteceu entre os dias 13 e 15 de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O evento recebeu 450 expositores internacionais e 6 mil visitantes por dia, entre donos de pizzaria, fornecedores e distribuidores. Segundo o superintendente de Marketing e Comercial da Catupiry, Alexandre Delmanto, o mercado americano é o foco da expansão internacional da empresa. "Nova York é a cidade que mais consome pizza no mundo, se conseguirmos entrar neste mercado será um sucesso", afirma.

O grupo já tem um distribuidor exclusivo nos Estados Unidos há dois anos e pretende aumentar o número de representantes naquele país. Nosso produto é uma inovação para o gosto dos americanos e tivemos uma boa aceitação na feira", revela. O investimento para a participação foi de US$ 40 mil (R$ 72 mil).

A expectativa é de que as exportações representem, ao menos, 10% do faturamento da empresa nos próximos anos. A Catupiry já vende seus produtos no Japão, "mas é voltado para o público brasileiro que mora naquele país", explica. Novas parcerias com países sul-americanos, como Chile e Paraguai, estão sendo finalizadas.















ELIAS DE SOUZA
O queijo Catupiry ganhou força nos anos 1970, quando passou a ser usado pelas pizzarias de São Paulo
O queijo Catupiry ganhou força nos anos 1970, quando passou a ser usado pelas pizzarias de São Paulo

Rendimento - O crescimento anual da companhia é de, em média, 20% e se deve à distribuição direta das mais de 30 variedades do produto nos estados nordestinos, do Espírito Santo e Minas Gerais. "Além disso, o lançamento de novos produtos atraiu um público mais jovem", diz Delmanto.

A Catupiry iniciou as operações em novembro de 1911, pelas mãos do imigrante italiano Mário Silvestrini, na cidade de Lambari, no Sul de Minas. Em 1949, o famoso requeijão passou a ser produzido em São Paulo, hoje matriz da empresa. O grupo, que tem fábrica em Minas Gerais, Goiás e São Paulo (duas), emprega 650 funcionários nas quatro unidades.

O nome da marca significa "excelente" em tupi-guarani. A empresa tem mais de 1,5 mil parceiros, produtores de leite in natura, que servem de base para a produção do queijo. Leite fresco, creme de leite, fermento lácteo, massa coalhada e sal compõem a base da receita do requeijão, porém, sua técnica de fabricação é mantida em segredo há mais de 100 anos.




Fonte: CECILIA KRUEL, especial para o DIÁRIO DO COMÉRCIO.
Animatto Webcom