Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Exportações do Estado retrocederam 11,3% no ano




 














DIVULGAÇÃO
Remessas de café 24,5% menores até maio
Remessas de café 24,5% menores até maio

O perfil econômico do Estado, basicamente ainda um exportador de commodities, continua afetando o desempenho do comércio exterior de Minas Gerais. Com exceção do ouro, que se mantém como um investimento seguro em tempos de crise, o minério de ferro, o café, o ferronióbio e a celulose registraram queda de 16,3% nos embarques de janeiro a maio contra o mesmo período de 2011. Com isso, as vendas externas caíram, no total, 11,3% nesta base de confronto.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), o minério de ferro é o líder das exportações do Estado, com participação de 40,5% entre janeiro e maio. No período, os embarques do insumo siderúrgico renderam US$ 5,457 bilhões, contra US$ 6,406 bilhões em iguais meses de 2011, recuo de 14,8%. Em volume, porém, houve um aumento de 1,4%, o que mostra uma leve recuperação, pelo menos em termos de demanda.

O panorama da principal commodity agrícola do Estado é pior do que o do minério de ferro. As remessas ao exterior de café, com 12,5% do total das exportações, somaram US$ 1,682 bilhão nos cinco primeiros meses deste ano, 21,6% menos que no mesmo intervalo de 2011 (US$ 2,147 bilhões). Em quantidade, também houve redução e ainda maior, de 24,5%.

Os embarques de ouro extraído no Estado, ao contrário, estão crescendo. As exportações do metal somaram US$ 690,1 milhões de janeiro a maio e garantiram uma participação de 5,1%. Na comparação com os US$ 519,6 milhões de igual período um ano antes, houve elevação de 32,8% e em volume o ganho foi 11,9%.

O ferronióbio perdeu a terceira posição de principal produto exportado por Minas Gerais para o ouro, devido a uma queda de 13,6% nos embarques da liga de janeiro a maio (US$ 676,9 milhões) ante igual intervalo de 2011 (US$ 783,9 milhões). Em volume, a queda foi de 14,3% em idêntico confronto.














DIVULGAÇÃO
O minério de ferro continua líder nas exportações, mas com recuo de 14,8%
O minério de ferro continua líder nas exportações, mas com recuo de 14,8%

A Vale S/A manteve o posto de principal exportador mineiro no acumulado dos cinco primeiros meses, abocanhando uma fatia de 34,7% do total da receita e remessas da ordem de US$ 4,674 bilhões. Os embarques da mineradora caíram, em valores, 20,6% na comparação com o mesmo intervalo de 2011 (US$ 5,889 bilhões).

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), com participação de 5,8% e giro de US$ 783 milhões, seguida pela Nacional Minérios S/A (Namisa), com 4,7%, Gerdau Açominas (3,9%) e pela Fiat Automóveis S/A (Fiasa), com 3,2%, também foram importantes exportadores nos cinco primeiros meses deste ano.

A China permanece como o parceiro mais importante de Minas Gerais em termos de exportações. Entre janeiro e maio, os chineses compraram US$ 4,033 bilhões em mercadorias mineiras, quase tudo em minério de ferro e 30% do total do período. Em relação ao mesmo período de 2011 (US$ 4,7 bilhões), porém, o país asiático comprou 14,1% a menos.

Ainda de acordo com as informações do Mdic, os Estados Unidos, com participação de 8,6%, Japão (6,7%), Holanda (6,5%) e Argentina (6,2%) completaram a lista dos principais destinos de produtos mineiros durante os cinco primeiros meses do ano.





Fonte: LEONARDO FRANCIA. DIÁRIO DO COMÉRCIO.
Animatto Webcom