Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Camex concede redução de tarifa a mais 356 itens



 












DIVULGAÇÃO
A balança registrou superávit de R$ 454 milhões na 3ª semana de setembro
A balança registrou superávit de R$ 454 milhões na 3ª semana de setembro

Brasília - O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) informou que as resoluções publicadas ontem no "Diário Oficial da União" sobre ex-tarifários concedem o benefício a 350 bens de capital e seis bens de informática e telecomunicação. No caso dos bens de capital, 150 são pedidos de renovação e 200 novos pedidos. No caso dos bens de informática e telecomunicação, apenas um é pedido de renovação.

Segundo o Mdic, os ex-tarifários publicados ontem concedem redução da alíquota do Imposto de Importação para 2%. Os investimentos globais relacionados aos 356 ex-tarifários somam US$ 7,47 bilhões e os setores contemplados são, segundo o ministério: o ferroviário (49,03%), de petróleo (31,4%) e de bens de capital (2,99%). Já o valor das importações dos equipamentos chega a US$ 811 milhões.

O regime de ex-tarifário é um mecanismo de estímulo aos investimentos produtivos no país, pelo qual há uma redução temporária do Imposto de Importação para bens de capital e de informática e telecomunicação não fabricados no Brasil. De acordo com o ministério, com as resoluções publicadas ontem, os ex-tarifários concedidos em 2012 chegam a 2.134, número próximo ao concedido durante todo o ano de 2011, de 2.487.


Balança - Também ontem, o Mdic informou que a balança comercial brasileira registrou saldo positivo de R$ 454 milhões na terceira semana de setembro. O resultado é fruto de exportações no valor de US$ 4,957 bilhões e de importações equivalentes a US$ 4,503 bilhões.

No acumulado do ano, o superávit comercial soma US$ 15,298 bilhões - resultado da diferença entre as vendas externas de US$ 175,620 bilhões e compras internacionais de US$ 160,322 bilhões. Houve queda de 33,9% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o saldo comercial somou US$ 22,519 bilhões.

De janeiro a setembro, a média diária dos embarques externos é US$ 954,5 milhões. Houve um queda de 4,8% na comparação com o mesmo período de 2011. A redução é atribuída ao decréscimo nas exportações de manufaturados ( 0,2%) e de produtos básicos ( 24,6%). No caso dos básicos, houve queda, principalmente, de minério de ferro, farelo de soja, carne de frango, bovina e suína, petróleo em bruto e fumo em folhas.

Nas importações, a média por dia útil registrada é US$ 871,3 milhões, no acumulado do ano. O valor está 0,6% menor que a média registrada na mesma base de comparação do ano passado. Houve queda, principalmente, nos gastos com combustíveis e lubrificantes, aparelhos eletroeletrônicos, veículos, automóveis e partes, adubos e fertilizantes, e farmacêuticos.




Fonte: (AE) DIÁRIO DO COMÉRCIO.
Animatto Webcom