Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Terminal de Goianá deve ter aportes de R$ 100 mi



O Aeroporto Presidente Itamar Franco, em Goianá (Zona da Mata), deverá receber aportes que podem superar R$ 100 milhões até 2015. A informação é da Multiterminais Alfandegados do Brasil, responsável pela administração do empreendimento.
Segundo a empresa, a intenção é triplicar os investimentos no local, que já teria recebido aportes de R$ 39 milhões desde sua inauguração. Os recursos devem ser destinados à melhoria dos equipamentos e da infraestrutura do aeroporto regional. No plano de inversões consta a implantação de hangares para manutenção e estacionamento de aeronaves. Além disso, os aportes visam levar para o terminal mais voos executivos.

Segundo dados da Multiterminais, até o início deste mês foram realizados 2.117 voos regulares, executados pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras/Trip, e 546 executivos. Estes últimos representam 25% das operações comerciais. E, embora o aeroporto possua área de 5 milhões de metros quadrados, apenas 170 mil metros quadrados são usados.

Mesmo após a conclusão das obras de retirada de um morro próximo à pista, o transporte de cargas nacionais no aeroporto ainda não começou. De acordo com a administradora do terminal, os pousos e decolagens de aeronaves de grande porte não foram autorizados ainda e aguardam o aval do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A expectativa é que, até junho, o problema esteja resolvido.

Em outubro do ano passado, começaram os testes do transporte de carga, por meio dos voos regulares que o aeroporto já recebe há pouco mais de um ano. Na época, a Multiterminais informou que o objetivo era testar e aprimorar todos os recursos envolvidos na operação. "O volume transportado foi irrelevante perto do que se pretende movimentar quando o serviço estiver autorizado, mas foi de grande valia para a qualificação do mesmo", alegou a direção da empresa.

Na primeira fase de liberação do transporte doméstico, o aeroporto terá capacidade de receber até três aviões cargueiros por semana. Além disso, algumas empresas já contataram a administração com o objetivo de iniciar as negociações para utilizar o terminal quando o serviço estiver homologado.
O aeroporto regional da Zona da Mata possui a segunda maior pista para pouso de Minas Gerais, com 2.530 metros, sendo menor somente do que a pista do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (3 mil metros), localizado em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O terminal conta ainda com toda infraestrutura de combate a incêndios, com caminhões especiais, importados da França, e equipe de brigada treinada.

Transferência - A Azul solicitou a mudança dos voos realizados em Goianá para o Aeroporto Francisco Álvares de Assis (Serrinha), em Juiz de Fora, na mesma região. A Anac deve se manifestar sobre o assunto até 15 de maio.

Caso aprovada a medida, os voos de Juiz de Fora com destino aos aeroportos da Pampulha (Belo Horizonte) e o Internacional de Guarulhos (São Paulo) serão interrompidos e o terminal de Goianá não terá mais voos comerciais. Já que, no momento, apenas a Azul (por meio da Trip) opera no local.


Fonte: LUCIANE LISBOA
Animatto Webcom