Endereço

Rua Pernambuco, 1002 - Sala 601
Savassi | CEP 30130-151
Belo Horizonte, MG
Tel.: 3261 8282 - 3262-4130/0876
sdamg@sdamg.com.br


Clique aqui para acessar a Intranet

Notícias

voltar        

Cinco consórcios estão na disputa pelos aeroportos



Rio - Cinco consórcios vão participar do leilão pelas concessões dos aeroportos de Galeão, no Rio, e Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, marcado para sexta-feira próxima. A estimativa do governo é obter um ágio superior a 350% sobre os valores iniciais de R$ 4,828 bilhões, para o Galeão, e R$ 1,096 bilhão para Confins. Este é o segundo maior leilão previsto para este ano, atrás apenas da licitação para a área de Libra, no pré-sal.

Entre as concorrentes está a Invepar, empresa que já opera o terminal de Guarulhos, em São Paulo. A companhia terá participação de 14,99% de um consórcio, limite máximo permitido pelo edital para as operadoras de terminais já leiloados. A regra foi incluída pelo governo, que temia formação de monopólio para operação dos dois principais terminais do país, que juntos movimentaram cerca de 50 milhões de passageiros em 2012.

Também integram o mesmo consórcio as empresas EcoRodovias e Fraport, operadora do aeroporto de Frankfurt. Cada uma terá 42,5% de participação. As empresas ficaram em segundo lugar na disputa por Guarulhos, no leilão realizado em 2012. A união das concorrentes promete fortalecer a oferta do grupo no leilão de concessão do aeroporto do Galeão, o principal alvo das disputas.

"Eles estão com muito apetite", revelou uma fonte com acesso às negociações. Em parceria com a Acsa, da África do Sul, a Invepar arrematou o Aeroporto de Guarulhos por R$ 16,3 bilhões. Desde então, a empresa vinha pleiteando ao governo uma mudança nas regras, que permitisse aos vencedores de outras licitações também entrar na briga pelos aeroportos do Galeão e de Confins.

O governo cedeu e liberou a participação de empresas em 15%, o que chegou a ser questionado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

As propostas serão analisadas nesta quinta-feira, pela Anac, e as que não preencherem os requisitos obrigatórios serão descartadas. O leilão ocorre às 10 horas de sexta-feira, na Bovespa, em São Paulo, com disputa simultânea para os dois aeroportos, que não podem ser arrematados por um mesmo consórcio. Se os valores oferecidos por dois grupos forem semelhantes, haverá uma rodada de propostas presenciais.

Confirmaram participação os consórcios formados por Odebrecht TransPort e a operadora Changi (Cingapura); Queiroz Galvão e Ferrovial (operadora de Heathrow, em Londres); a Carioca Engenharia com GP Investimentos e as operadoras ADP (Paris) e Schiphol (Amsterdã); e ainda a CCR em parceria com a suíça Flughafen Zurich (Zurique) e alemã Flughafen Mnchen (Munique).


Fonte: (AE) DIÁRIO DO COMÉRCIO
Animatto Webcom